Title: Relevância dos equipamentos solicitados
Subtitle:
Author:

 

A datação por luminescência é o único método estabelecido capaz de fornecer idades de deposição de sedimentos terrígenos de até algumas centenas de milhares de anos (Quaternário superior). Este método de datação tem contribuído para o progresso de diversas áreas da Ciência relacionadas a transformações da superfície terrestre durante o Quaternário. Sua aplicação nos últimos 15 anos já proporciona progresso significativo no entendimento dos controles da sedimentação, uma vez que permite correlacionar mudanças na dinâmica sedimentar, representadas por feições deposicionais específicas (dunas eólicas, por exemplo), com variações climáticas ou do nível relativo do mar (NRM) (Sawakuchi et al., 2008). No Brasil, incluem-se também, entre os temas de pesquisa beneficiados pela geocronologia por luminescência, a relação entre mudanças climáticas e sedimentares e a dinâmica da ocupação humana da América do Sul. Estes temas são os mais contemplados dentre os projetos beneficiados pelo Legal.

 

A consolidação recente da luminescência como método de datação e estudos de proveniência é demonstrado pelo crescimento acelerado da quantidade de artigos que dele fazem uso, publicados em periódicos internacionais especializados (Figura 2).

Figura 2. Artigos sobre luminescência do quartzo publicados entre 1993 e 2011 em periódicos indexados na base de dados ScienceDirect (www.sciencedirect.com). Os gráficos representam artigos cujos títulos contêm as palavras ?luminescence and quartz? (A) e ?OSL (optically stimulated luminescence) and quartz? (B). Tendência de crescimento acelerado inicia-se a partir da publicação do protocolo SAR de datação LOE em quartzo

Já os estudos cronológicos e isotópicos de alta precisão, favorecidos pelo microamostrador, têm tido vários desdobramentos em termos de interpretação ambiental. Em espeleotemas, permitem reconstituir mudanças regionais na dinâmica de massas atmosféricas e sua influência na distribuição regional de chuvas (Cruz et al., 2005). Em lâminas de crescimento biológico (anéis de valvas de moluscos, por exemplo), possibilitam a calibração isotópica de organismos utilizados como indicadores ecológicos e/ou de NRM. E em vermetídeos (gastrópodo incrustante utilizado como indicador de paleonível marinho), têm o potencial de permitir o refinamento de curvas de variação de NRM e de composição isotópica da água do mar (Angulo et al., 1999).

Antes da aquisição destes equipamentos, o desenvolvimento no Brasil das linhas de pesquisa mencionadas, que podem ser consideradas de ponta em geologia do Quaternário, dependia de custosas colaborações com laboratórios estrangeiros. Os poucos equipamentos então existentes no país, capazes de permitir a datação LOE-SAR, eram reservados para pesquisa em física e não em geociências. De modo análogo, a microamostragem de alta precisão necessária para refinar a estratigrafia de espeleotemas, conchas e formações carbonáticas autóctones dependia de equipamentos não disponíveis no país para esse fim.

 

Referências

 

Angulo, R. J.; Giannini, P. C. F.; Suguio, K.; Pessenda, L. C. R. 1999. Relative sea level changes during the last 5500 years in the Laguna-Imbituba region, Santa Catarina, Brazil. Marine Geology, 159: 323-339.

 

Cruz, F.W., Jr.; Burns, S.J.; Karmann, I.; Sharp, W.D.; Vuille, M.; Cardoso, A.O.; Ferrari, J.A.; Silva Dias, P.L.; Viana, O., Jr. 2005. Insolation-driven changes in atmospheric circulation over the past 116 ky in subtropical Brazil. Nature, 434: 65-66.

 

Sawakuchi, A; Kalchgruber, R.; Giannini, P.C.F.; Nascimento Jr, D.; Guedes, C.C.F.; Umisedo, N. 2008. The development of blowouts and foredunes in the Ilha Comprida barrier (Southeastern Brazil): the influence of Late Holocene climate changes on coastal sedimentation. Quaternary Science Reviews, 27: 2076 ? 2090.


Go back to the regular design...